• Marcela - Menina Nanquim

Como Ilustrar: 5 passos para desenhar qualquer coisa


Quer publicar seu livro e precisa ilustrá-lo? Ou quer ilustrar para outros escritores?


Uma forma é usando o desenho e para aprender a desenhar não basta sair fazendo a torto e direito até a mão cair achando que só isso é o suficiente.

Um dos pontos indispensáveis é ter um método.


Foi pensando nisso que resolvi compartilhar o método que uso para fazer as minhas ilustrações e mesmo que você não tenha como foco transmitir uma mensagem este método também funciona.


Para que você entenda da melhor forma possível vou exemplificar cada etapa mostrando o processo criativo de uma das minhas ilustrações.


Então continue lendo para conhecer os 5 passos para desenhar qualquer coisa e lembre-se que não são regras, e sim um caminho que vai te ajudar.



1. Imersão


Uma das atitudes que vão te ajudar na elaboração da sua ilustração é a pesquisa.

E o seu foco deve estar em:


  • O que você quer transmitir? (sentimentos, sensações ...e etc.)

  • Quem é o seu leitor?

  • O que vai desenhar?

  • Pesquise tudo que já foi feito sobre (música, filmes, roupas ... e etc.)

  • Busque referências.


Quando falo sobre fazer um estudo antes de desenhar costumo escutar:

“Nossa! Mas isso vai demorar, eu quero desenhar logo.”


Criaturinha, o quanto mais claro essa parte estiver, melhor vai se comunicar e encantar o leitor.


Costumo fazer às anotações a mão porque me sinto mais livre para pensar dessa forma, mas também dá para fazer digitalmente, faça o que te traz mais conforto.




2. Esboço


Chegou a hora de colocar no papel!


É nessa hora que você vai testar perspectiva, enquadramento e proporções.

Algo muito importante é trabalhar com formas geométricas porque tudo é composto por elas, quer ver só?!


Observe algum objeto e tente encontrar círculos, quadrados, triângulos, tenho certeza de que conseguiu ver! Agora observe uma pessoa ou animal, vai notar que também são encontradas as figuras geométricas.


E utilizá-las evita que seu desenho saia torto, para saber mais sobre o assunto, leia este artigo (em breve).


Costumo fazer essa etapa de forma tradicional, com lápis e papel, porque tenho mais domínio dessa forma do que na digital.


Dica: Se for passar o desenho para o computador e não tiver uma digitalizadora você pode tirar foto com o celular mesmo, mas tome cuidado com a luz, tire perto de uma janela ou em algum lugar que tenha uma boa iluminação.




3. Definição


Aqui é a parte da line art, é a hora de deixar o desenho bonito!


Lembrando que, para essa parte ficar caprichada, você tem que ter o traço limpo e bem desenvolvido.


Agora, se o seu traço não é assim, criaturinha, tá na hora de treinar e para saber mais sobre o assunto, leia este artigo (em breve).


Essa é a etapa que vai ficar somente o desenho e tudo que você fez que ajudou na criação vai ser apagado. Ou seja, as linhas de perspectiva, anatomia, enquadramento e tudo que não for fazer parte do desenho vão ser apagadas, como você pode ver na imagem abaixo.


O exemplo que estou mostrando iniciei no papel e terminei no digital. Mas dá para fazer somente no digital assim como também funciona somente no tradicional.


Dica: Se estiver fazendo no tradicional sugiro que passe a limpo em outra folha, nessas horas uma mesa de luz é tudo de bom, mas se você não tiver não se descabele criaturinha, sabe o vidro da janela? Durante o dia ele pode ser a sua salvação.




4. Base de Cores


Essa etapa uso somente quando o desenho é colorido, porque é nessa hora que vai ser escolhida a composição de cores e em que lugar cada uma vai ficar.


A melhor maneira de fazer essa etapa é resgatando as anotações que foram feitas lá na Imersão.


Utilizando-se da teoria das cores, vai escolher qual melhor transmite a ideia e os sentimentos que quer passar, para saber mais sobre o assunto, leia este artigo (em breve).


Para me ajudar na escolha eu utilizo o Color Adobe.


Como pode perceber na imagem, as cores estão chapadas, ou seja, estão apenas colocadas de forma pura.


Observando que para o coelho escolhi cores quentes para passar a ideia de pressa e urgência. Já na tartaruga usei cores frias dando alusão à tranquilidade. E reforcei a mensagem com as árvores perto de cada personagem.




5. Arte Final


O caminho foi longo, mas chegamos ao Gran Finale!


Que é a finalização do desenho, o momento de colocar volume trabalhando com luz e sombra. E não dá pra esquecer que nesta etapa também utilizamos texturas.


Confira o resultado!


Mesmo com todas as dificuldades e a crise podemos juntos ajudar o mercado editorial criando livros que atraiam cada vez mais os leitores, compartilhe esse método com outras pessoas que querem ilustrar e juntos vamos criar livros que encantam!

O que você achou desse conteúdo? Conte nos comentários.


#ilustração #desenho #métodoparadesenhar #comodesenhar

  • Ícone do Instagram Preto
  • Ícone do Pinterest Preto
  • Preto Ícone LinkedIn
  • Ícone do Facebook Preto

CNPJ 32.301.671/0001-89

© 2020, Menina Nanquim Studio | Todos os Direitos Reservados